Written by Publicado 22.08.15 Categoria Festas Read 1631 times

Casamento: Bebidas

Saiba como escolher a bebida e a quantidade ideal para o seu casamento/festa. 

Lembrando que o post traz apenas dicas e sugestões e não uma regra a ser seguida. O seu gosto e a sua vontade é que devem prevalecer! ;)

Muitas pessoas, inclusive eu, tem várias dúvidas em relação a organização de um casamento. É preciso pensar e lembrar de cada detalhe, que é uma loucura. Por isso, a importância de se ter uma assessora (ou como muitos dizem por aí, verdadeiras fadas-madrinhas).

Uma dúvida bem comum é em relação as bebidas que serão oferecidas na festa e, principalmente, a quantidade! Um dos experts em casamento, Vinicius Favale, diretor da Múltipla Eventos, dá valiosas dicas para quem não sabe por onde começar.

Pegue um drink e vem anotar as dicas! ;)

Como escolher a bebida ideal?

O tipo de bebida vai depender do horário do evento e do perfil da festa. Para casamentos ao ar livre ou na praia opte por cervejas, espumantes ou drinks com frutas. Quando o casamento for a noite e os convidados estiverem sentados, vale investir em um vinho mais encorpado. O principal ponto é harmonizar a bebida que será oferecida de acordo com o cardápio da festa.

O que está em alta hoje é oferecer uma variedade grande de bebidas que agrade a todos os paladares: drinks, caipirinhas, whisky, vinho, espumante, energético, cerveja, refrigerante, suco, entre outras. Uma bebida não elimina a outra, a diversidade é o que vai atender melhor as pessoas de diferentes estilos e gostos. A forma e o momento em que são oferecidas as bebidas é muito importante também.

Água: No início da festa em jarras e na balada da festa em garrafinhas;

Sucos: Garrafas ou taças dosadas durante todo o evento;

Refrigerantes: Garrafas ou taças dosadas durante todo o evento;

Energéticos: Em latinhas, junto a whisky e vodca no bar;

Cervejas: Hoje está em alta servir a cerveja em garrafas long neck direto no bar ou com garçons servindo da garrafinha para o copo; 

Vinhos: Garrafa, se for tinto apenas no jantar;

Espumantes ou champanhe: Garrafas ao longo de todo o evento;

Destilados: Apenas no bar junto à bartenders para servir doses ou produzir drinks;

Licores: Normalmente apenas em mesa de café;

Batidinhas e coquetéis: Apenas no bar.

Quantidade ideal de cada bebida?

A quantidade depende de vários fatores como horário, duração da festa, variedade de bebidas e estilos de casamentos. Em celebrações evangélicas, não há consumo de bebida alcoólica, sendo assim o consumo de bebidas que não levam álcool deve ser calculado em dobro.

Espumante: Em um evento a noite falamos em uma garrafa para três pessoas.

Vinho Tinto: Na maioria das vezes oferecemos o tinto apenas no momento em que é servido o jantar. Calculamos uma garrafa para dez pessoas considerando jantar com lugar para todos os convidados sentarem. Evitamos oferecer este tipo de bebida em casamentos na praia, de dia ou em serviços de finger food, que não recebem tão bem este tipo de bebida;

Cerveja: Quando é servida à vontade, calculamos uma lata e meia por pessoa. Se for só para quem pedir, uma lata para 6 pessoas;

Whisky: Calculamos um litro para oito pessoas. Quando tem bar de caipirinhas esse consumo diminui um pouco, mas essa é uma quantidade segura;

Refrigerante: Em média 1 garrafa e meia de 300 ml para cada convidado, intercalando os principais sabores. Em casamentos evangélicos esse consumo dobra;

Água: uma garrafinha e meia para cada convidado. Na praia o consumo dobra;

Energético: Pode-se comprar uma lata para cada três pessoas, levando-se em conta que nem todos bebem em um evento. Quem mais utilizará esse serviço, serão os consumidores de Whisky ou vodca.

 

O que é melhor: comprar bebidas ou fazer consignação?

É importante já deixar comprado o que se tem certeza que será consumido para não ficar com garrafas sobrando após o evento. A consignação é uma forma de economizar e não errar, nem para mais, nem para menos na quantidade. Uma dica valiosa é fazer da seguinte forma: suponha que ao calcular o número de espumantes o ideal seja ter 120 garrafas na festa - no sistema de consignação, os noivos podem comprar cerca de 75 garrafas e a empresa consignadora levará mais 75. Nesse formato será pago apenas o que for consumido, além de ser possível levar mais bebida do que o ideal sugerido para evitar falta em caso de um consumo maior do que a média.

Ajudou, amores?!

E agora, que mais dúvidas vocês têm em relação aos casamentos ou festas? Deixem nos comentários e quem sabe não vira post.

Um brinde! ;)

Imagens: Pinterest.

Last modified on Domingo, 24 Janeiro 2016 18:07

0 comment

Leave a comment

Make sure you enter the (*) required information where indicated. HTML code is not allowed.

Joomla SEF URLs by Artio